O professor Júlio César Barroso de Sousa, de 41 anos, achava que podia mudar as pessoas, e se dedicava a isso enquanto professor do Colégio Estadual Céu Azul, em Valparaíso, no entorno com o Distrito Federal. Sua dedicação, porém, foi interrompida nesta quarta-feira (30), quando ele foi assassinado por um aluno da unidade. Quem falou sobre o professor foi a espo...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários