A empresa Tocantins Transportes e Turismo, que teve um funcionário preso após pousar com um avião e R$ 755,6 mil em espécie em uma pista de pouso em Miracema tenta na Justiça reaver o dinheiro e outros objetos apreendidos pela polícia desde o final de fevereiro. A apreensão ocorreu após o empresário Joaquim Edson de Moura descer de um avião que aterrissou na pis...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários