A empresa Spacecom Monitoramento S/A, responsável por monitorar 419 reeducandos que usam tornozeleira eletrônica no Tocantins poderá suspender o serviço novamente a partir de amanhã, caso a dívida do Estado com a empresa não seja quitada até hoje.  Conforme a empresa informou em nota, o governo do Estado deve R$ 2 milhões pelos serviços prestados ao sistema pris...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários