O Ministério Público Estadual (MPE-TO) denunciou na última terça-feira, 18, o suposto dono da propriedade que cultivava cerca de 10 mil pés de maconha em Miranorte, a 100 km da Capital, e um possível comprador, ambos presos no dia 18 de junho deste ano em operação deflagrada por forças de segurança contra o tráfico de drogas. As plantas eram cultivadas em uma área de 2.000 m2 na zona rural do município, e o MPE requer a expropriação da...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários