Atualizada às 18h17 Pouco antes da efetivação do contrato emergencial com empresa M Construções e Serviços LTDA para serviços de coleta de lixo, varrição e capina em Palmas, o Ministério Público Estadual (MPE-TO) instaurou um inquérito civil público para apurar supostas irregularidades no processo. A nova coletora deve operar em regime emergencial por 180 dia...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários