Atualizada às 19h07 Cinco terapêuticas que mantem convênio com o governo do Tocantins estão há mais de um ano sem receber custeio governamental para manutenção de 40 vagas sociais para pessoas com dependência química. Conforme o pastor Domingos Ferreira, responsável pela comunidade Rhema, no setor Taquari, o órgão não dá uma previsão de pagamento e os valores ...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários