Com o início da tramitação da controvérsia e polêmica Medida Provisória nº 5, que trata da carga horária nos hospitais do Tocantins, na Assembleia Legislativa (AL), os sindicatos das categorias da saúde já procuraram os deputados das comissões da Casa de Leis para negociar alterações, isso para evitar prejuízos e cargas horárias acima do permitido pela legislação. ...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários