O Tribunal de Justiça do Tocantins (TJ-TO) divulgou que, entre os anos de 2016 e 2017, quase 1800 tocantinenses tiveram reconhecimento da paternidade registral estabelecida, por meio do Projeto Meu pai, meu presente.  O número expressivo mudou a vida de diversas pessoas que tiveram a oportunidade de ter o nome do pai nos documentos.  O projeto é realiz...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários