Após a instauração de inquérito e requisição de suspensão de captações e interdição de barragens na bacia do Rio Formoso pedidos pelo Ministério Público Estadual (MPTO), a Associação dos Produtores Rurais do Sudoeste do Tocantins (Aproest) procurou o Jornal do Tocantins, com uma série de documentos, informando que as captações não acontecem de forma irregular e que...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários