Após ouvir vários latidos que vinham de uma casa vizinha, a estudante Talita Portilho, de 30 anos, foi conferir o que estava acontecendo, quando deu de cara com um homem espancando uma cadela na manhã desta quinta-feira, 6, em Lajeado, município distante 50 km de Palmas. “O dono da cadelinha estava com uma marreta batendo nela, acho que era para matar. Ela não conseguia n...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários