Após passar por processo disciplinar que confirmou a violação a preceitos éticos e depreciação à imagem institucional da Polícia Militar (PM), o cabo reformado Nelcivan Costa Feitosa foi demitido da corporação. A PM informou que a demissão de militar inativo não efetiva perda de remuneração, mas a exclusão e perda da graduação. A decisão da PM é referente a ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários