Após anunciar que Araguaína receberá a ajuda do Exército do Maranhão para combater as queimadas, a gestão municipal e o 50° Batalhão de Infantaria de Selva alinharam que 180 militares estarão disponíveis para atuar nos focos e em crimes ambientais na região. O número foi acertado durante uma reunião nesta sexta-feira, 6, com o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, o coronel do Exército Lautier Barbosa de Azevedo, e representantes de 13 entidades locais. Além dos soldados, o Exército também ...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários