Uma servidora da Caixa Econômica Federal (CEF), mãe de filho diagnosticado com espectro autista, conseguiu na justiça a redução de 33% de sua jornada de trabalho para poder acompanhar a sua criança nas atividades multidisciplinares que englobam o tratamento.  A juíza da primeira Vara do Trabalho de Palmas, Suzidarly Ribeiro, que avaliou o caso, já havia conced...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários