Mais uma vez o serviço terceirizado de atendimento aos 20 leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do Hospital e Maternidade Dona Regina, em Palmas, corre o risco de ser paralisado. A direção da Intensicare, gestora da UTI, informou que a suspensão ocorre em razão dos recorrentes atrasos no pagamento por parte do Estado. Conforme apurado pelo Jornal do Tocan...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários