Atualizada às 17h38 A 2ª Turma da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça (TJ-TO) negou a apelação de uma Ação Civil de Improbidade Administrativa, interposta pela prefeita de Pugmil, Maria de Jesus Ribeiro da Silva Mendes outros dois servidores públicos envolvidos, mantendo decisão judicial de 2016 que os condena a multa civil de R$ 158.724,54, valor este que seria ...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários