Atualização às 17:02 Dois dos sete professores em greve de fome tiveram que deixar o protesto devido a complicações de saúde neste domingo, 24. Eles foram levados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para serem atendidos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Norte.  Conforme o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Tocantins (Sint...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários