Dois agentes prisionais lotados no Centro de Internação Provisória (CEIP) de Palmas decidiram atender o pedido de uma conhecida e mãe de um jovem, de 26 anos, para ajudá-la a aplicar um remédio controlado no filho, na manhã de quinta-feira, 24, mas ao chegarem no quarto, um dos agentes viu sobre a cama "uma bucha" de maconha. O agente questionou o rapaz e ele entregou cer...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários