O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou na noite de ontem, por maioria, um recurso contra a condenação do presidente do Partido Verde no Tocantins, o ex-deputado estadual Marcelo Lelis, por abuso de poder econômico e captação ilícita, durante as eleições municipais de Palmas em 2012. Com a decisão, o TSE mantém a inelegibilidade do ex-deputado até 2020. Mar...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários