O presidente dos EUA, Donald Trump, ganhou nesta segunda-feira (30), mais um escândalo no currículo. Segundo dois funcionários do governo, citados pelo jornal The New York Times, o presidente, em um telefonema, pressionou o primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, para que ele descobrisse detalhes da origem da investigação sobre sua campanha p...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários