Por irregularidades apontadas em auditorias do Tribunal de Contas do Estado, o prefeito de Wanderlândia Eduardo Madruga (MDB) tem 15 dias para devolver R$ 12,5 mil, segundo decisão do pleno do tribunal. O mesmo prazo tem os ex-prefeitos de Itaguatins Regis Melo (PSD), com o valor de R$ 16,5 mil, e o de Nazaré Clayton Paulo (PTB), com o valor de R$ 13,4 mil. Os valore...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários