Em Anápolis para assinatura da concessão de trechos da ferrovia Norte-Sul, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) justificou novo bloqueio no Orçamento Federal, desta vez de R$ 1,4 bilhão. "Se não fizer isso, eu vou pro impeachment. Não vamos pedalar, não vamos descumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)", pontuou ele. Acompanhado do governador de Goiás, Ronald...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários