desembargador e ex-presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJ-TO) Ronaldo Eurípedes, por meio de nota, refutou os elementos do Ministério Público Federal (MPF) que alegavam que ele teria sido presentado pelo ex-governador Marcelo Miranda, preso nesta quinta-feira, 26, uma caminhonete como propina a fim de que ele contratasse uma empreiteira da família Miranda para prestar serviços ao Pod...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários