A poucos dias da retomada do julgamento da prisão em 2ª instância, marcada para esta quinta-feira, 7, no Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), os promotores "linha dura" voltam à carga e afirmam que o fim da medida, em vigor desde 2016, vai "consagrar o caos e a impunidade". "A possível mudança de entendimento do STF sobre a prisão após condenação em 2.ª instância i...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários