Após ser aprovado, em sessão extra sem remuneração, na Câmara Municipal de Palmas o Projeto de Lei Complementar (PLC) nº 02, de 2 de outubro de 2019, agora segue para ser sancionado pela prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB). A medida extingue a taxa de expedição de documento de arrecadação e compõe a política de justiça fiscal defendida pela Administração Municipal. O projet...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários