O Partido Popular Socialista (PPS) recorreu ontem ao Supremo Tribunal Federal (STF) com uma ação direta de inconstitucionalidade para anular a lei que alterou os critérios para concessão dos seguros-desemprego e defeso e do abono salarial. O partido alega que a alteração no pagamento dos benefícios é ilegal, por provocar retrocesso. Mudança A norma foi sancionada na última quarta-feira pela...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários