A Polícia Federal investiga o ex-chefe de gabinete da Tesouraria do MDB Gilberto Loyola, por supostamente receber propinas destinadas ao ex-senador Eunício Oliveira (MDB-CE) em troca de apoio à candidatura de Dilma Rousseff (PT) em 2014. Nesta terça, 5, por ordem do ministro Edson Fachin, do Supremo, a PF fez buscas em endereços de Loyola e também em uma empresa de táx...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários