O Solidariedade, partido do deputado federal e pré-candidato a prefeito de Palmas Eli Borges divulgou nota neste sábado acusado a Prefeitura da capital de ter proibido a convenção que o partido marcou para este sábado, no formado drive-in para homologar o nome do parlamentar.
 
De acordo com a nota, o partido informou a gestão no dia 3 de setembro, porém, na sexta-feira, 11, véspera do ato, proibiu a convenção “sem sequer tomar ciência das providências que foram tomadas para evitar aglomeração”, diz o comunicado.
 
“Queremos entender que este ato da prefeitura não tenha caráter político, mas sim por um mero desconhecimento da urgência dos atos no período eleitoral”, acrescenta o comunicado, ao remarcar a convenção para a quarta-feira, 16, da 13h às 17h na internet.
 
Acionada às 16h38, a Prefeitura não se manifestou até a publicação da matéria, em sua primeira versão às 18h35. Depois, às 19h19, encaminhou nota defendendo a negativa da autorização com base no decreto que veda atividades presenciais em razão da pandemia de Covid-19. "A Prefeitura de Palmas reitera que o Decreto N⁰ 1.856/2020 continua em vigor e traz em sua redação, no Art. 12, § 1⁰, alíneas I e II,  a suspensão da realização de eventos a fim de evitar a aglomeração de pessoas e, consequentemente, a proliferação do novo coronavírus".
 
 
*NOTA DE ESCLARECIMENTO*
 
_A comissão organizadora da pré-campanha a prefeito de Palmas de Eli Borges, vem a público comunicar:_
1°- O Solidariedade-SD, através da sua presidência Metropolitana tomou todas as providências legais cabíveis, comunicando a Prefeitura Municipal de Palmas sobre realização do evento do dia 12/09, denominado convenção partidária;
2°- Esclarece que, esta comunicação foi feita ainda no dia 03 deste mês de Setembro, visando antecipadamente dar conhecimento ao poder público municipal das providências que deveriam ser tomadas;
3°- A prefeitura de Palmas deixou de analisar a comunicação fazendo-a de última hora, nesta sexta feira, a véspera da convenção partidária, proibindo o evento sem sequer tomar ciência das providências que foram tomadas para evitar aglomeração;
4° - Informamos ainda que, todas as normas de distanciamento social estavam sendo rigorosamente cumpridas. A programação, inclusive, sendo feita na modalidade Drive in, onde os convencionais ficariam dentro dos respectivos carros e os discursos seriam individuais e transmitindo em FM para os participantes;
5° - Queremos entender que este ato da prefeitura não tenha caráter político, mas sim por um mero desconhecimento da urgência dos atos no período eleitoral.
6° - Esclarece que o Pré-candidato a prefeito de Palmas Eli Borges, cumpridor que é das leis, decidiu adiar os feitos da convenção e mudar a forma de sua realização, determinando o adiamento da convenção e sua respectiva retificação do edital;
7° - Reafirma entretanto, sua determinação de disputar a eleição, e não será esses pequenos atos que o impedirá de seguir rumo a vitória!;
8° - Por fim, esclarece que prorrogou o evento para a data de *16 de setembro(quarta-feira) das 13:00hrs às 17:00hrs*, através das plataformas digitais;
9°- Contamos com a compreensão de todos.