O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, deu mais explicações de como foi feita a ação dos hackers suspeitos de terem acessado conversas de integrantes do governo no aplicativo Telegram. Pelo Twitter, Moro disse que "pelo apurado, ninguém foi hackeado por falta de cautela" e que para que os invasores tivessem acesso às mensagens "não se exigia nenh...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários