O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, disse nesta quarta-feira, 19, durante audiência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, que não tem "nenhum apego ao cargo" e que sairia dele se houvesse alguma irregularidade na sua conduta enquanto magistrado, emendando, por outro lado, que agiu de acordo com a lei. "Então o site apresente t...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários