O presidente do Patriota, Adilson Barroso, nega que haja nepotismo no partido, apesar de o jornal Folha de S.Paulo mostrar que ao menos dez parentes dele receberam remuneração da sigla nos últimos anos. Em busca de uma legenda para 2022, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), negocia a filiação ao Patriota. As prestações de contas da sigla relativas aos anos de...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários