Uma Ação Civil Pública (ACP) ajuizada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) aponta improbidade administrativa contra o ex-governador do estado Sérgio Cabral e três ex-secretários de Saúde - Sérgio Côrtes - que passou 10 meses preso e foi solto este mês, Felipe Peixoto e o atual secretário de Saúde do Tocantins, Marcos Esner Musafir, além de outros 12 servi...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários