O relatório da Polícia Federal, da operação Nosotros, trata do indiciamento do prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), o secretário de Planejamento, Cláudio Schuller - na época na área de finanças -, o subprefeito da Capital, Adir Gentil, e o procurador-geral do Município, Públio Borges, e mais cinco empresários por crimes de excesso de exação - cobrança indevida de tri...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários