Para o presidente em exercício, Hamilton Mourão (PRTB), o depoimento do porteiro que cita o presidente Jair Bolsonaro (PSL) em investigação sobre a assassinato da ex-vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes não tem poder de derrubar o governo, mas perturba o "andamento do serviço". "Não dá pra derrubar o governo dessa forma, mas que perturba o anda...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários