O presidente nacional da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Everaldo Patriota, falou ontem sobre a criminalização dos movimentos sociais no Brasil e sobre o papel da advocacia no sistema de segurança e Justiça para pleitear o direito das demandas que visam a dignidade do ser humano. Em sua opinião, apesar de 30 anos de Constituição ...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários