A Polícia Civil tentou obter no Tribunal de Justiça a prisão cautelar do deputado estadual Valdemar Júnior (MDB) na 5ª fase da Operação Catarse, desencadeada nesta segunda-feira, 7. O pedido consta de uma petição que incluía a busca e apreensão de celulares do parlamentar e da ex-esposa dele Flavilene Maria.  A desembargadora Etelvina Sampaio, porém, negou o pedido e autor...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários