Por volta das 17h55 terminou a primeira audiência de custódia relacionada à Operação Replicantes, e o juiz federal João Paulo Abe manteve a prisão preventiva de Franklin Douglas Alves Lemes, dono das gráficas investigadas por supostos contratos irregulares celebrados com o governo do Estado. Já a audiência de Carlos Gomes Cavalcante Mundim Araújo terminou uma hora depois, e...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários