Uma liminar da Justiça do último dia 2 de maio determinou que fossem bloqueados R$ 161.409.785,79 de bens móveis e imóveis de empresas e ex-agentes públicos investigados por irregularidades na contratação e pagamentos de empresas e supostas fraudes em obras de construções de pontes e rodovias. Entre eles estão os ex-governadores do Estado, Marcelo de Carvalho Miranda, J...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários