O juiz Rafael Gonçalves de Paula, da 3ª Vara Criminal de Palmas, entendeu que Mauro Carlesse (DEM) não conseguiu provar os crimes de calúnia que imputava ao youtuber Pastor Nelcivan ex-cabo da Polícia Militar e julgou improcedente a queixa crime do político contra o ex-militar.   Na ação, Carlesse acusava o youtuber de ter ofendido sua honra através de ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários