O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou seguimento - julgou inviável - ao habeas corpus (HC) 170581, no qual a defesa do doleiro Dário Messer buscava evitar o implemento de sua prisão preventiva, decretada no âmbito da Operação "Câmbio, Desligo" - investigação sobre rede de doleiros que atuava na suposta ocultação de recursos de organização c...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários