O Ministério Público Estadual (MPE) recorreu à Justiça para quebrar o sigilo bancário dos ex-presidentes da Agência de Fomento do Estado (Fomento), o ex-deputado federal Freire Júnior (MDB) e Maurílio Ricardo Araujo de Lima, além de Carla Michely Ribeiro De Jesus, e sua empresa prestadora de serviços para a agência, Total Limp. O ato ocorreu depois da decisão do dia...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários