Tanto o promotor de Justiça Edson Azambuja, quanto o procurador-geral de Contas do Ministério Público de Contas, Zailon Miranda Labre Rodrigues, avaliam que há uma destinação excessiva de recursos, via emenda parlamentar, para eventos. Para os dois membros de órgãos de controle, é preciso priorizar recursos para saúde, educação e segurança pública. Outro ponto comum aos...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários