A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, sinalizou estar disponível a continuar no cargo caso seja um desejo do presidente da República, Jair Bolsonaro. Raquel já anunciou que não se candidatará à reeleição, mas explicou neste sábado a jornalistas que se fosse indicada por Bolsonaro, teria uma posição "bastante tranquila". "Continuo a serviço da minha insti...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários