Os dez vereadores de Augustinópolis presos na Operação Perfídia, em janeiro, foram denunciados criminalmente à Justiça acusados de constituir e integrar uma organização criminosa com o objetivo de obter vantagem indevida em razão dos cargos públicos exercidos. Além dos políticos, a denúncia inclui dois servidores municipais que participavam dos repasses ilegais, conforme p...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários