Na nova denúncia da força tarefa do Ministério Público Federal (MPF) no Tocantins na Operação Ápia os procuradores revelam quatro estratégias de lavagem de dinheiro usada pelos denunciados para encobrir a natureza, origem, movimentação e propriedade dos valores que teriam sido desviados do esquema. Os alvos desta ação ajuizada na quinta-feira, 12, são os ex-governadores Siqueira Campos (DEM) e Sandoval Cardoso, o ex-secretário de Relações Institucionais e de Planejamento e Modernização da Gestão P...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários