O ex-presidente Lula da Silva está a cada dia mais isolado no centro-esquerda no seu projeto de o PT encabeçar chapa presidencial em 2022, ou no seu sonho de disputar novamente o Palácio do Planalto, caso o Supremo Tribunal Federal anule suas condenações por suspeição do ex-juiz Sério Moro, como deseja sua defesa. Líderes do PSB, PDT, PCdoB – aliados tradicionais – já não o atendem de…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários