Foi cirúrgico – e também polêmico – o cerco oficial do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, nos mandados de busca e apreensão nas residências e empresas dos empresários financiadores de projetos bolsonaristas. Moraes estancou o financiamento da criação do Aliança pelo Brasil (APB), o partido pelo qual o presidente Jair Bolsonaro pode tentar se reeleger em 2022. Luciano…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários