A canetada do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, suspendendo a investigação da operação ‘E$quema S’ alivia para advogados ligados a ministros do Judiciário e  de diferentes frentes políticas: de Frederick Wassef, advogado dos Bolsonaro, a Cristiano Zanin, o defensor de Lula da Silva. Mas a liminar irritou profundamente, mais uma vez, a Polícia Federal – que vê todo o…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários