Dirigentes de cinco centrais sindicais apelaram para o passado na tentativa de convencer a CUT (Central Única dos Trabalhadores) a participar do ato do dia 12 de setembro pelo impeachment de Jair Bolsonaro. Evocaram as Diretas Já, dizendo que Teotonio Vilela, usineiro, conservador e do partido do governo na época, se somou ao movimento. A central de esquerda...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários