O governo está em compasso de espera para o desfecho que o presidente Jair Bolsonaro pretende dar ao imbróglio envolvendo o ainda ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno. A expectativa é de que o impasse, iniciado na quarta-feira da semana passada, culmine com a demissão do ministro. "De hoje não passa", afirmou o vice-presidente Hamilton Mourão...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários