Após ser sorteado no Conselho de Ética relator de representação do Rede e PPS contra o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), preso pela Lava Jato, o senador do Tocantins Ataídes de Oliveira (PSDB) quase concedeu a mesma declaração do dia em que ajudou, no Senado, a manter o petista preso. Ataídes havia dito: “Acusações são gravíssimas e por isso voto pela manutenção da p...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários